Destaques

 

SÃO MARTINHO É A PRIMEIRA PRODUTORA DE ETANOL NO BRASIL CERTIFICADA PARA EMISSÃO DE CBIOS DENTRO DO PROGRAMA RENOVABIO

 

A São Martinho, uma das principais companhias do país no setor sucroenergético, é a primeira produtora de etanol no Brasil a obter certificação para emitir e vender créditos de descarbonização (CBios). A aprovação ocorreu em 14 de novembro pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) para a Usina Boa Vista, localizada em Quirinópolis (GO). A unidade, inaugurada em 2008, produz exclusivamente etanol e cogeração de energia e é considerada uma das maiores e mais modernas produtoras de etanol no mundo, com 100% de mecanização em suas operações agrícolas. Dentro do processo de certificação a usina recebeu a nota de 62,7 gCO2/MJ para o etanol hidratado e 63 gCO2/MJ para o etanol anidro considerando um volume elegível de 96,19% referente ao período de 2018.

Esse reconhecimento no contexto da política do RenovaBio reforça o engajamento da Companhia para evidenciar a sustentabilidade de suas operações, e em breve todas as usinas estarem certificadas. 

O RenovaBio é uma política de Estado que estabelece uma estratégia de reconhecimento do papel estratégico de todos os tipos de biocombustíveis na matriz energética brasileira, visando tanto a segurança energética quanto a redução de emissões de gases causadores do efeito estufa. Criado em 2017, e instituído pela Lei nº 13.576/2017, o programa atende aos compromissos do país no âmbito do Acordo de Paris, e é pautado em previsibilidade, sustentabilidade ambiental, econômica e social. Com a certificação de usinas conforme as regras estabelecidas pelo RenovaBio, a partir de 2020 essas empresas poderão emitir e comercializar os CBios gerando novas oportunidades de negócio.

 “A sustentabilidade representa um atributo cada vez mais estratégico para a perenidade do negócio. Mais uma vez a São Martinho se coloca na vanguarda das empresas com produção sustentável tornando-se pioneira também no RenovaBio e assim poderá usufruir das vantagens de emissão de CBios”, afirma Fabio Venturelli, CEO da São Martinho.